Boletins
Doenças transmitidas por carraças
As carraças são parasitas maiores que as pulgas e podem afectar os cães, gatos e o Homem. O parasitismo por carraças acontece por contacto com outro animal infestado ou por frequentar um local infestado, geralmente jardins, passeios, etc.

Para além da acção expoliadora, provocam desconforto, prurido (comichão) mas essencialmente são transmissoras de bactérias e protozoários que provocam anemia grave (febre da carraça). Embora o Homem não possa ser infectado directamente por contacto com o cão/gato, as carraças que o parasitam podem transmitir-lhe estas doenças.

A infecção por estas bactérias/protozoários (Anaplasma, Ricketsia Babesia, Borrelia, entre outras), vulgarmente designada de febre da carraça ou piroplasmose, é comum em cães e pode dar origem a perda de peso e apetite, prostração, fraqueza, diarreia, vómito, febre, anemia imunomediada, entre outros. É uma doença grave que pode pôr em perigo a vida do animal se não for controlada e tratada atempadamente. Uma vez infectado o animal será sempre portador da doença. O tratamento permite a cura clínica mas não elimina totalmente o parasita podendo ocorrer recidivas.

O facto de o animal não ter acesso ao exterior não invalida a infestação por carraças, uma vez que o Homem pode introduzir estadios larvares das carraças em casa, por frequentar jardins, locais com vegetação, entre outros.

Por estas razões recomenda-se o controlo mensal destes parasitas. Pode também optar pela vacinação (Babesia) anual. A vacinação não impede a infecção mas confere protecção e pode ser aplicada a partir dos 6 meses de idade. 
Formulário de Satisfação
Pode ceder-nos o próximo minuto do seu tempo?
ONDE ESTAMOS   ATENDIMENTO 24H   SIGA-NOS
Rua São Tomás de Aquino, 8C
1600-203 Lisboa
  21 727 0945
91 404 3721
 
         
© 2016 Luís Cruz, Lda.   Design Binário - Web Innovation