Notícias
Cuidados com o seu animal Banhos em cães – mitos e ciência
20-10-2016
Este é um assunto obrigatório nas primeiras consultas e é sem dúvida tema de muitas confusões. Há muita informação disponível com um certo tom de “lei”, mas pouca dela verificada e apoiada em provas científicas.

Vamos tentar esclarecer o assunto!

Os cães podem e devem tomar banho!

Até às 4 semanas de idade desaconselha-se os banhos porque os cachorros não conseguem regular bem a sua temperatura corporal. Pode optar por espuma ou toalhitas específicas, mas tem de garantir que, mesmo assim, não baixam a temperatura e que ficam secos e quentinhos.

Depois das 4 semanas podem dar-se os banhos com água quente tépida e aplicam-se as recomendações que vão durar o resto da vida.

Quais?

1. Escove o cão antes do banho.

2. Coloque algodão nos ouvidos para os proteger e isolar da água.

3. Use água morna (30-35º) e tenha atenção ao nariz e olhos (pode limpar essa parte com uma toalha molhada ou toalhitas).

4. Meta mãos à obra e esfregue-o, gentilmente, não esquecendo de esfregar as pregas de pele, utilizando sempre um champô apropriado para cães.

5. Enxagúe todo o champô e seque o seu cão (usar toalhas, um secador não muito quente, etc.).

6. Se tudo correu bem deve terminar com um cão limpo, bem cheiroso, seco e quentinho acompanhado de um dono ensopado.

Este é um banho que se quer divertido para cães e donos!

E com que frequência?

Depende do cão, mas use o bom senso. Um banho por mês é uma boa orientação. Alguns cães que dormem com os donos devem tomar banho todas as semanas, usando um champô de alta qualidade. Mais de 3 meses sem banho é desaconselhado.

O cão deve tomar banho sempre que estiver sujo ou mal cheiroso. É possível uma “manutenção” entre banhos com toalhitas e champôs secos. No outro extremo, recomenda-se que não tome mais do que um banho por semana, excepto por motivos médicos.

Então e a história dos banhos e vacinas?

Existe a recomendação “empírica” de não dar banho aos cães na semana em que são vacinados devido ao stress do banho poder ser imunodepressor, ou por o cão poder estar febril na sequência da vacina, o que é raro.

Na literatura cientifica não existe tal referência. Por uma questão de prudência, e a não ser que o cão esteja realmente sujo e conspurcado, adie por uma semana, após a vacina, para dar o banho.  

Aproveite o banho do seu cão para se divertirem e estreitarem ainda mais os vossos laços.

Contacte o seu Médico Veterinário para mais dicas.

Para a sua comodidade, confie o seu patudo ao nosso serviço de banhos e tosquias. Trataremos dele com amor e carinho!
Formulário de Satisfação
Pode ceder-nos o próximo minuto do seu tempo?
ONDE ESTAMOS   ATENDIMENTO 24H   SIGA-NOS
Rua São Tomás de Aquino, 8C
1600-203 Lisboa
  21 727 0945
91 404 3721
 
         
© 2016 Luís Cruz, Lda.   Design Binário - Web Innovation