Serviços
Oftalmologia
A crescente preocupação e sensibilização com o bem-estar animal torna a especialidade de Oftalmologia num importante ramo da Medicina Veterinária. 

Um exame oftalmológico de rotina inclui a avaliação dos reflexos oculares, da produção lacrimal (teste de Shirmer), a medição da PIO (pressão intraocular) e a visualização das diversas estruturas oculares recorrendo a aparelhos específicos, como a lâmpada de fenda e o oftalmoscópio (direto ou indireto).

Malformações palpebrais, conjuntivite e cataratas são das doenças oculares mais comuns em cães. No caso dos gatos, conjuntivite, queratite e úlcera da córnea são as mais frequentemente diagnosticadas. Sinais como hiperémia conjuntival ou episcleral (olho vermelho), corrimento ocular amarelado ou esverdeado, blefaroespasmo (piscar frequente) ou prurido (comichão) ocular são motivos suficientes para levar o seu animal ao Veterinário.

Por outro lado, existem doenças mais "silenciosas", como é o caso do glaucoma. O glaucoma caracteriza-se pelo aumento da PIO e pode causar danos irreversíveis no nervo óptico e retina, levando à cegueira total. Um animal com glaucoma apresenta uma intensa dor ocular que se reflete em dor de cabeça (por analogia ao glaucoma no homem), a qual leva a alterações comportamentais. Este e os restantes sinais de glaucoma podem ser menosprezados pelo dono ou passar completamente despercebidos. Desta forma, independentemente da presença ou não de sinais clínicos, aconselha-se a medição da PIO uma ou duas vez por ano, acompanhada de um exame oftalmológico de rotina para descartar outras doenças. 

Porque a visão é um dos sentidos mais importantes do seu animal, não descure na saúde ocular. Em caso de dúvida consulte o seu Médico Veterinário.
Formulário de Satisfação
Pode ceder-nos o próximo minuto do seu tempo?
ONDE ESTAMOS   ATENDIMENTO 24H   SIGA-NOS
Rua São Tomás de Aquino, 8C
1600-203 Lisboa
  21 727 0945
91 404 3721
 
         
© 2016 Luís Cruz, Lda.   Design Binário - Web Innovation