Boletins
Importância da Esterilização
1 - O que é a esterilização?

A esterilização consiste na remoção cirúrgica dos testículos (castração), no caso do cão e do gato, e dos ovários e útero (ovariohisterectomia), no caso da cadela e da gata.


2 - Devo esterilizar o meu cão/cadela/gato/gata?

Se não pretender reproduzir o seu animal, nós aconselhamos a esterilização. Uma vez que as vantagens deste procedimento cirúrgico, no que se refere à saúde do seu animal, são muito superiores às desvantagens, nós aconselhamos que o faça.


3 - É verdade que as cadelas/gatas devem ter pelo menos uma ninhada antes de serem esterilizadas?

Incorrecto. Na verdade, se não pretender reproduzir a sua cadela/gata, a esterilização deve ser feita idealmente antes do 1º cio. Desta forma eliminamos praticamente a possibilidade de surgirem tumores mamários.


4 - A esterilização do meu cão/gato, cadela/gata pode predispor para a obesidade?

Sim. A esterilização provoca alterações hormonais que levam à redução do metabolismo do organismo. Estima-se que o risco de obesidade em animais esterilizados seja 2 vezes superior ao dos animais não esterilizados.

Mas porque as vantagens da esterilização são muito superiores ao risco de obesidade, que nós, enquanto Médicos Veterinários aconselhamos a esterilização. O risco de obesidade está identificado mas não é inevitável!

Para evitar que o seu animal ganhe peso após a esterilização é importante que modifique a sua alimentação. A partir desse momento a dieta do seu animal deve ser uma dieta específica para animais esterilizados (Neutered), com baixo teor de calorias e que promova um meio urinário desfavorável à formação de cálculos de estruvite e oxalato de cálcio.


5 - Quando devo esterilizar o meu cão/cadela/gato/gata?

A esterilização do seu animal deverá ser feita idealmente entre os 6-7 meses. Nalgumas situações poderá ser feita noutra altura. Aconselhe-se com o seu Médico Veterinário.


6 - A esterilização é um procedimento seguro?

Como qualquer procedimento cirúrgico só pode ser realizado por um Médico Veterinário. Apenas um Médico Veterinário tem os conhecimentos da anatomia e capacidade para realizar o procedimento cirúrgico de forma correcta e segura. 
Para além disso, como qualquer procedimento cirúrgico, implica uma anestesia geral e por isso os riscos do procedimento estão intimamente relacionados com os riscos anestésicos. Por isso é conveniente que o Médico Veterinário conheça o historial do seu animal e realize um exame físico prévio à anestesia e cirurgia.


7 - Antes da esterilização deve ser feita algum tipo de análise sanguínea pré-anestésica?

A realização de análises sanguíneas prévias à cirurgia pode diminuir o risco anestésico.
As análises pré-anestésicas permitem ficar a conhecer determinadas alterações orgânicas existentes no seu animal e assim adaptar o tipo de anestesia e prever as complicações que possam vir a ocorrer.
Por hábito não é comum realizá-las, até porque geralmente a esterilização dos animais é feita quando ainda são jovens. No entanto, se estes forem mais velhos ou se houver indicação podem ser realizadas.


8 - Após a esterilização, o meu animal tem de ficar internado?

Se a cirurgia e anestesia correrem como previsto, à partida não será necessário internamento. No entanto, se o animal demorar um pouco mais a recuperar da anestesia ou por algum motivo (alguns animais são mais sensíveis) apresentar sinais de desconforto/dor é aconselhável que ele fique durante a noite para que possamos dar-lhe mais conforto com medicação injectável e aplicação de gelo conforme a necessidade individual.


9 - Após a esterilização, quais os cuidados que devo ter com o meu animal?

No momento da alta o Médico Veterinário irá explicar-lhe quais os cuidados que deverá ter com o seu animal nos próximos dias. O normal é que seja exigido repouso, especialmente em cães/cadelas muito activo/as e nos gatos, aplicação de gelo no local da sutura e atenção ao aspecto do penso.
Será também necessário modificar a dieta do animal para uma dieta para animais esterilizados.
No que se refere à medicação, ser-lhe-á prescrito uma receita com as indicações das administrações do antibiótico e anti-inflamatório.


10 - Vantagens da OVH nas gatas
 
  • Duplica a esperança média de vida.
  • Elimina o cio e os comportamentos de cio.
  • Impede gestações futuras.
  • Elimina a possibilidade de tumores ovários e infecções uterinas (Piómetra).
  • Diminui a incidência de tumores mamários.
  • Diminui a agressividade.


11 - Vantagens da OVH nas cadelas
 
  • Duplica a esperança média de vida.
  • Elimina o cio, os comportamentos de cio e as pseudogestações.
  • Impede gestações futuras.
  • Elimina a possibilidade de tumores ovários e infecções uterinas (Piómetra).
  • Diminui a incidência de tumores mamários.
  • Diminui a agressividade.

12 - Vantagens da castração nos cães
 
  • Duplica a esperança média de vida.
  • Diminui o risco de fugas, pois os machos já não procuram as fêmeas.
  • Reduz a incidência de ferimentos resultantes de lutas entre machos durante a defesa do território.
  • Diminui a dominância sobre outros cães ou pessoas e a agressividade. Nalguns casos específicos, só por si não é suficiente para eliminar determinados comportamentos.
  • Diminui ou elimina a marcação de território.
  • Diminui a incidência de tumores prostáticos.
  • Elimina a possibilidade de tumores testiculares.
 
13 - Vantagens da castração nos gatos
 
  • Duplica a esperança média de vida.
  • Diminui o risco de fugas, pois os machos já não procuram as fêmeas.
  • Reduz a incidência de ferimentos resultantes de lutas entre machos durante a defesa do território.
  • Diminui a agressividade.
  • Diminui ou elimina a marcação de território.
Formulário de Satisfação
Pode ceder-nos o próximo minuto do seu tempo?
ONDE ESTAMOS   ATENDIMENTO 24H   SIGA-NOS   LIVRO DE RECLAMAÇÔES
Rua São Tomás de Aquino, 8C
1600-203 Lisboa
  21 727 0945
91 404 3721
    Aceda aqui
             
© 2016 Luís Cruz, Lda.   Design Binário - Web Innovation